segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Um frasco de perfume art deco

Achei muita piada a este frasco de perfume em estilo art deco, que estava numa banca da feira de Estremoz a um preço irrecusável. As peças dos anos 20 e 30 do século XX não jogam propriamente bem a com decoração quase eclesiástica da minha casa, mas ainda assim decidi comprar o frasco para o oferecer à minha filha Carminho. É o tipo de objectos que fica bem na cómoda de uma adolescente.

O frasco não está marcado, mas apresenta todas as características do chamado estilo art deco, acrónimo da Exposition internationale des arts décoratifs et industriels modernes, feira mundial realizada em Paris em 1925 e que colocou definitivamente na moda as formas geométricas suaves, saídas do Cubismo e do funcionalismo da Escola da Bauhaus, voga que persistirá até ao final dos anos 30. 

Quando o comprei, achei que devia ser uma coisa francesa pois associamos sempre tudo o que é perfume a França e a Paris. Porém, quando coloquei a fotografia na pesquisa por imagens do Google, asssociado aos termos flacon de parfum ou Perfume Bottle, os resultados que saíram eram quase todos frascos de perfumes checoslovacos. Embora conhecesse a grande tradição de fabrico de vidros e cristais na Boémia fiquei muito intrigado e procurei saber mais alguma coisa, que explicasse estes resultados do motor de pesquisado Google.
 
Um típico frasco de perfume de produção checa dos anos 30.
Com efeito descobri que, se até metade dos anos 20 do século XX, a maioria dos frascos em vidro destinados a produtos de beleza eram de origem italiana ou francesa, a partir de 1927 a Checoslováquia inundou o mercado americano e europeu com os seus produtos de formas geométricas arrojadas, em que normalmente a tampa do frasco assume um tamanho desproporcionado. Mesmo a França não escapou a esta invasão e o fabricante checo Hoffmann and Schlevogt assinou contratos com as grandes casas de Paris para fornecer vidros destinados a conter produtos de cosmética. Note-se que nos anos 20 e 30 ainda se mantinha o hábito de comprar perfume a avulso e a as senhoras investiam na compra de frascos artísticos para guardar os preciosos aromas.
Mostra de frascos checos dos anos 20-

Claro, o frasco que vou oferecer à minha filha não está marcado e pode-se tratar de uma imitação qualquer. Mas, não há dúvida que apresenta as características dos vidros oriundos da antiga Checoslováquia, esse país que entre 1918 e 1938 se destacou na Europa com a sua indústria e design extremamente inovadores.
 
 
 

12 comentários:

  1. O frasquinho é lindíssimo.
    Eu é que não tenho apetência por este tipo de peças, senão teria a minha casa cheia delas, pois tenho já encontrado variadíssimos frasquinhos destes e alguns mesmo muito bonitos também, mas deixo-os onde os encontro.
    Já faço tantos e tão variados estragos que pelo menos, deste, estou livre, mas dos outros .... ai, quem dera dizer o mesmo.
    Espero que a Maria do Carmo goste dele
    Manel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manel

      Os objectos art deco não fazem o género da minha casa, mas confesso que os vidros desse estilo me encantam. Como não os posso comprar, ofereço-os à minha filha.

      um abraço

      Eliminar
  2. Olá Luís
    O frasquinho é uma graça. Eu própria, há uns anos, comprei um igual com a diferença de que, de onde a onde, apresenta uma tonalidade ambar. Vinha acompanhado de uma pequena peça alongada e pouco profunda que talvez servisse para colocar uma pequena escova ou pente. Continua no meio de mais uns quantos frascos, alguns deles já aqui mostrados.Nunca me indaguei sobre a sua origem, mas imagino-o, ter sido pertença de alguém sofisticado e com gostos requintados.
    Continuação de um bom agosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Paula.

      É sempre bom vê-la por aqui. Não tenho a certeza que o frasquinho seja checo. Se calhar é uma boa imitação da nossa Marinha Grande. Mas em todo o caso, nos anos 30 os checos invadiram os mercados com vidros de boa qualidade para conter perfumes e outros produtos de cosmética, com design semelhante ao que aqui hoje apresentei.

      Coleccionar frasquinhos é uma tentação.

      Tem que mostrar o seu no blog.

      Bjos

      Eliminar
  3. Olá
    fiquei curioso com o seu blogue e lembrei-me de lhe perguntar se alguma vez ouviu falar de um conjunto de louça de quarto (ou de quarto de banho) da Fábrica de Massarelos com o nome de Rosas Selvagens.
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo

      Neste momento estou de férias e sem acesso à bibliografia. Quando regressar a Lisboa no início de Setembro, poderei consultar um catálogo de uma exposição, que houve há uns anos sobre Massarelos. Talvez por lá haja alguma referência esse motivo das rosas selvagens, que eu desconhecia.

      Um abraço

      Eliminar
  4. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    The portugee economy is in the toilet, and droves of it's citizens are fleeing to neighboring Spain to work just to put food on the table! Those who don't go to Spain are swimming, or jumping on bannana boats to go to Angola or Mozambique just to sell their body for cod to feed their families. The slightly better off portugee are flying to Brasil to live in a favela that is much better than the poor, decrepid conditions they live in now; at least here they can eat.

    The portugee are an ignorant bunch stuck in a mental time-warp that only focus on a national soccer team that has never won a single Euro or World Cup and "how" good things were in the distant past rather than focusing on their now deteriorated, non-existant economy, and how bad things really are today.

    This is "why" they can't seem to see the log stuck in their eyes but see the splinters in everybody elses eyes. I do find it ironic that they are racist toward Spain, Angola, Mozambique and Brazil only to later go look for a better life in these countries!!

    ***TIME TO BOYCOTT 100% THESE RACIST XENOPHOBES...
    DO NOT SPEND YOUR HARD EARNED MONEY VISITING, BUYING PRODUCTS (WINE) AND EATING AT PORTUGEE BUSSINESES!

    Obrigado amigos meus do Benfica!!!!!
    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Tuga

      Não percebi exactamente a razão do seu comentário num blog de velharias. Mas enfim, cada um é livre de escrever o que pensar.

      Cumprimentos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Jorge

      Quem concebeu este frasco de perfume sabia do seu ofício. É uma boa peça de design e talvez seja por essa razão que me inclino a pensar que seja uma peça de origem checa. O período entre as duas guerras é particularmente criativo. Os checos fabricaram porcelanas. vidros, automóveis, aviões e locomotivas. Muitas cidades checas tem também obras de arquitectura arrojada, como a célebre casa de vidro em Brno.

      Um abraço

      Um abraço

      Eliminar
  6. O frasquinho é lindo, Luís.
    Adoro art Deco e art noveau e gosto muito das peças em vidro destas duas correntes. Frascos de perfume é uma colecção muito gira para uma adolescente.
    Beijinho e bom recomeço.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana

      Gosto de oferecer prendas e no caso da minha filha, sei que é uma forma de lhe despertar o gosto pelas antiguidades e em último caso pela história.

      Bjos e desejo-lhe também um bom recomeço

      Eliminar