sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Uma figurinha de porcelana Volkstedt ao estilo de Meissen

O Manel comprou recentemente esta encantadora figura de porcelana, feita ao gosto das célebres figurinhas de Meissen do século XVIII.

Para os menos familiarizados com a história da cerâmica, Meissen é a mais antiga fábrica de porcelana da Europa, que iniciou as suas actividades em 1710 e que existe ainda nos dias de hoje. Ao longo da sua história, Meissen produziu porcelana de uma qualidade extraordinária, imitada em toda a Europa e precisamente por essa razão, desde muito cedo começou a marcar as suas peças com um símbolo, duas espadas cruzadas, para que os compradores soubessem inequivocamente, que estavam a comprar o melhor da melhor louça europeia.
 
Uma das produções que mais notabilizou Meissen, foram as célebres figurinhas de porcelana. Estes bonequinhos tiveram a sua origem em figuras moldadas em açúcar, que antigamente decoravam as mesas de jantar dos grandes palácios europeus. Mas como o seu custo era caro e ainda para mais eram peças efémeras, destinadas a serem comidas no final da refeição, por volta de 1730 os artistas de Meissen tiveram a ideia de fabricarem esses enfeites de mesa em porcelana e desde essa altura, a célebre fabrica do Saxe produziu naquele material e com imenso sucesso arlequins, pastoras galantes, soldados turcos, fidalgos janotas, damas de corte e animaizinhos em número suficiente para formar um jardim zoológico, ou uma ménagerie como se diria naquela época.
A sala do Saxe no Palácio Nacional da Ajuda
Estas figurinhas em porcelana foram então inicialmente destinadas a decorar mesas de jantar e só mais tarde se tornaram objectos de vitrina e de gabinetes de colecções, como a Sala do Saxe do nosso Palácio da Ajuda.
 
A marca de fabrico desta figurinha inspira-se nas espadas cruzadas de Meissen
Embora a figurinha de jovem galante, que o Manel comprou, apresente uma marca inspirada nas espadas cruzadas de Meissen, vimos de imediato que nunca poderia ser uma produção genuína daquela fábrica. As verdadeiras peças do século XVIII de Meissen valem fortunas e não aparecem nos mercados de velharias. Mesmo as figurinhas de Meissen feitas no século XIX valem muito dinheiro no mercado americano. Portanto, percebi que o caminho para identificar a marca e a época desta figurinha de jovem sedutor era descobrir no Google um site de coleccionismo de Meissen, com a lista das marcas genuínas, mas sobretudo com os conselhos práticos aos amadores de porcelana antiga para não se deixarem enganar, indicando a forma de distinguir uma marca verdadeira de uma falsa.
 
E de facto, descobri rapidamente uma página na internet com essas características, o http://gaukartifact.com/2013/03/07/meissen-mark-crossed-swords, onde no final do texto sobre a porcelana de Meissen, se enumeram as fábricas que se dedicaram a copiar descaradamente as produções daquela célebre fábrica alemã do Saxe. Foram elas:

La Courtille, França;
Limbach;
Volkstedt;
Weesp, Holanda;
Worcester, Inglaterra;
Kloster-Veilsdorf;
Bourdois & Bloch;
Kalk Porcelain.
 
O que fiz de seguida foi pesquisar no Google por cada um desses termos, acrescido da expressão Porcelain marks. Quando cheguei a expressão de pesquisa Volkstedt porcelain marks, encontrei uma marca igualzinha à peça do Manel no portal americano de antiguidades o Rubylane.com, numa figurinha também ao estilo de Meissen, com identificação do fabricante, Volkstedt e a data, finais do Século XIX. Portanto, o jovem peralvilho pertencente ao Manel teria sido fabricado pela Volkstedt.
 
A marca nº 5 foi usada pela Volkstedt nos finais do século XIX. http://www.oldandsold.com
A partir dessa descoberta foi tudo muito mais simples. Pesquisei no Google pela frase Volkstedt porcelain figurines e descobri à venda por esse mundo fora dúzias de figurinhas com uma pintura muito semelhante a do Manel, marcadas com a mesma insígnia inspirada nas espadas cruzadas de Meissen, inclusive consegui encontrar o mesmo boneco, com a figura, que lhe fazia par, uma jovem elegante.
O jovem galante tinha também um par. Conjunto à venda no E-bay
Fundada em 1760, a fábrica de Volkstedt situa-se na Turíngia, Alemanha e continua ainda em laboração. Ao longo da sua longa história notabilizou-se pela qualidade da modelagem e da pintura, como se pode comprovar pelas imagens do jovem elegante em porcelana que aqui apresento.

Em suma, esta figurinha de porcelana que hoje apresento foi fabricada pela Volkstedt, na Turíngia, nos finais do século XIX, imitando as porcelanas de Meissen do século XVIII.
 

10 comentários:

  1. Tu lá consegues descobrir estas coisas.
    Eu nem sequer me lembraria de ir à procura, pois imaginava logo que seria "agulha em palheiro". Afinal conseguiste logo chegar à solução.
    Sabia que não era Meissen, mas a pintura tinha tanta qualidade e a peça apresentava uma forma tão rocaille que ela me encantou de imediato, para não falar do preço, que este sim, foi bom.
    As fotos com o fundo escuro resultaram melhor que as de fundo vermelho.
    Manel

    ResponderEliminar
  2. Manel

    Quando se trata de peças marcadas de porcelana ou faianças europeias é fácil identificar o fabricante e a época pois a informação necessária está quase toda ela on-line. Os sites das leiloeiras no estrangeiro tem também óptimas informações e textos sobre a história das fábricas. Para escrever sobre Meissen usei sobretudo o site Christies, cujo texto informativo sobre as figurinhas é muito claro e rigoroso.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. É linda e está perfeita, parece. Mesmo não sendo uma original Meissen é uma réplica perfeita! Muito, muito bonita!
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge

      Com efeito, esta peça é uma boa cópia de Meissen. Claro, falta-lhe uma mãozinha, mas também foi por isso que foi comprada a um bom preço. Estas figurinhas são encantadoras e transportam-nos ao mundo das festas galantes e da libertinagem do século XVIII.

      Um abraço de Lisboa

      Eliminar
  4. Gosto do seu blog porque além de nos mostrar as peças e coisas de outrora nos informa sobre as mesmas tornando as peças ainda mais interessantes. Também gosto de guardar coisas e o seu blog despertou-me para começar com papéis.....
    Muitos Parabéns!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recordações do Tempo

      Muito obrigado pelo seu comentário tão simpático.

      O interesse em colecionar é procurar saber um pouco sobre a as peças, encontrar informações sobre o seu fabricante, a época e o contexto histórico.

      Recortes de revistas, postais, posters e folhetos publicitários são uma colecção muito engraçada de fazer e com a vantagem de ser barata. Um abraço

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Margarida.

      Muito obrigado e o resto de um bom fim-de-semana para si

      Eliminar
  6. Um post que eu adoraria subscrever, já que tem como tema um belo objeto da área de antiguidades que tanto me encantou por muitos anos! Meissen foi para mim um nome mítico, e também as suas seguidoras/imitadoras Volkstedt, Wallendorf, Nymphenburg, Frankenthal, etc., cujas marcas ia conhecendo, foram alvo da minha cobiça e atenção na esperança de encontrar algum exemplar... Quando isso acontecia, embora poucas vezes, ficava verdadeiramente deliciada! Assim deve ter ficado o Manel com a compra desta porcelana e mais agora com o resultado da pesquisa do Luís.
    Parabéns aos dois! Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Andrade

      Meissen é um nome mítico para todos os colecionadores de cerâmica.

      Neste caso, temos aqui uma cópia de Volkstedt dos finais do XIX. No entanto, apesar de ser uma imitação de Meissen, a pintura desta peça é primorosa, sobretudo se pensarmos que a figurinha não ultrapassa os 12 ou 13 cm.

      Desde que há uns anos li o romance de Bruce Chatwin, "Utz", que narra a história de um um homem que coleciona figurinhas de Meissen num minúsculo apartamento de Praga, nos anos 50, 60, fiquei fascinado com estas peças. É um livro admirável, onde há um contraste terrível entre o colorido e a galanteria destas figurinhas e o cinzentismo da Checoslováquia comunista.

      Bjos e obrigado

      Eliminar