quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Uma oficina anónima de barristas: ainda o Santo António de Lisboa

Os blogs permitem às pessoas mais velhas como nós, que estão relativamente isoladas, encontrar outras pessoas com os mesmos interesses e partilhar informações e conhecimentos sobre arte, história ou natureza, que sozinhos nunca os conseguiríamos obter.


O Santo António da Colecção http://muraldaspetas.blogspot.com/. Está quase completo. Falta-lhe o menino Jesus, a mão e o respectivo atributo

Bem, todo este arrazoado, vem a propósito do Sto. António, muito mutilado, que publiquei aqui no passado mês de Novembro. Pois, nesse mesmo post, o ET, do Mural das Petas escreveu que no seu blog também tinha mostrado um santo António da sua colecção em tudo semelhante ao meu, só que quase completo.

Outro aspecto do Santo António da col.  http://muraldaspetas.blogspot.com/: A pintura do Rosto do meu Santo António é denmelhor qualidade, mas trata-se sem dúvida de uma peça da mesma oficina.

Uns dias depois, este nosso amigo enviou-me também fotografias de outra peça de barro em muito mau estado, mas ainda com uma leitura suficientemente boa para ver que o Santo também era igual ao meu.



Finalmente, este amigo do http://muraldaspetas.blogspot.com/, teve ainda a amabilidade de copiar-me uma página do catálogo Santo António Devoção e Festa, exposição do Museu de arte Popular, com outro Santo António idêntico aos anteriores.


St. António reproduzido do catálogo Santo António Devoção e Festa. Também lhe falta o menino e o atributo

Em suma, em menos de uma semana, apareceram três imagens iguais à minha, número suficiente, para poder detectar a actividade de uma oficina de barristas do passado, talvez do século XVIII, que trabalhou a mesma imagem a partir de um mesmo molde e com pequenas diferenças ao nível da pintura. Enfim, estas oficinas tinham sempre um caracter familiar, onde trabalhavam, o pai, o filho, talvez um ou dois aprendizes e ainda a mulher e as filhas. Embora usassem moldes, como a pintura era manual, o trabalho nunca era exactamente igual e nessa imperfeição reside a originalidade e a graça de cada uma destas peças.


Infelizmente essa oficina não deixou marcas. Provavelmente essa família estaria mais preocupada em assegurar o seu sustento com a manufactura e venda destas imagens, do que em deixar uma marca para a posterioridade.

18 comentários:

  1. Olá Luis,

    Boa noite, são maravilhosas as informações que posta neste blog, fruto da sua dedicação . Cada visita é uma surpresa ! Para mim, que "sou um admirador e candidato a, um dia, coleccionador Santo António"

    Vou enviar um email para vc com outro assunto que vc gosta (estampas, registos e afins e acho que gostarás) !

    Um abraço / José

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Luis
      Esse Santo Antonio é realmente uma bela peça, imagino quanta historia se deve existir por detraz dele mas que o tempo acabau escondendo...

      Eliminar
  2. Definitivamente estamos perante uma oficina que estendeu a sua influência além mar. Veja neste site de uma leiloeira brasileira a foto do lote 90 A:

    http://www.ernanileiloeiro.com.br/catalogo_lado.asp?Num=064&Tipo=16&p=on

    Cmp.
    E.T.

    ResponderEliminar
  3. Viva Luis,

    Então pode juntar mais um Santo António ao grupo que encontrou.
    Tenho um muito semelhante, na dimensão, expressão, peanha, panejamento das vestes, este com Menino Jesus. Difere apenas no efeito que o artíficie deu ao hábito franciscano fazendo lembrar a textura do burel.
    Terei todo o gosto em lho apresentar.
    Mas definitivamente pertence à mesma oficina.

    Abraço
    C.

    ResponderEliminar
  4. É este o grande interesse e mérito destes blogues, e do seu muito particularmente, Luís.
    Para além da partilha de interesses comuns, através da divulgação destes pequenos tesouros, vão-se descobrindo outros exemplares e através das afinidades entre eles vai-se aqui fazendo muita história da cerâmica portuguesa…
    Para já está descoberta uma oficina de barristas, talvez sediada em Lisboa, quem sabe se ainda se pode ir mais longe…
    Que este sucesso continue!
    Ainda não tinha comentado porque tenho estado à espera de mais notícias desse lado :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Caro José Oliveira

    Recebi as suas imagens e certamente que farão parte de um futuro post sobre as pagelas.

    Abraços

    ResponderEliminar
  6. Caro Ricardo

    Muitos destes Santos Antónios eram partidos deliberadamente pelos devotos. Era hábito as pessoas partirem o Santo se este não respondesse ao pedido feito. Os arqueólogos encontram muitas vezes restos destes santos enterrados ou perdidos nas antigas canalizações pombalinas.

    Quem sabe se este simpático Santo António falhou na realização de algum milagre e foi por isso quebrado.

    ResponderEliminar
  7. Caro ET

    Sem dúvida parece haver um mesmo molde do qual sairam estes Santos.

    Abraços e obrigado pela sua colaboração

    ResponderEliminar
  8. Boas

    O meu palpite para uma posivel localização desta oficina seria Estremoz. Tenho algumas peças mais recentes da arte bonecreira feita naquela região, (principalmente algumas imagens deste Santo), que parecem inspirar-se nestas imagens oitocentistas. Fica aqui a dica para uma visita ao Museu Municipal Drº Joaquim Vermelho em Estremoz...principalmente á sua coleção dos chamados "bonecos" de Estremoz.

    Cump.

    E.T.

    ResponderEliminar
  9. Caro C

    O meu endereço de e-mail está no perfil e terei muito gosto em ver uma imagem do seu Santo.

    É muito curioso, mas o Santo António tanto é representado com o hábito de frade Agostinho, como de franciscano. Não sei o suficiente de indumentária religiosa, mas talvez o meu santo tenha o hábito dos frades agostinhos. Terei que fazer umas pesquisas nesse sentido.

    Abraços

    ResponderEliminar
  10. Maria Andrade

    O tempo vai-me faltando e por isso não respondo logo aos comentários, nem consigo comentar os blogues de que sou seguidor e com muita pena.

    Temos na mão fragmentos de uma realidade passada e através da ajuda de outros bloguistas encontramos outras partes em falta e assim começa-se a esboçar uma história, ainda que muito incompleta. Em todo o caso, mesmo sem chegar a conclusões, vamos aumentando o nosso conhecimento e despertando a nossa curiosidade.

    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Boas novamente

    Efectivamente Santo António tanto pode ser representado como:

    _Menino de coro (uma vez que de acordo com a hagiografia este frequentou a escola e coro da Sé de Lisboa)
    _Cónego regrante de Santo Agostinho, pois igualmente ingressou na ordem em São Vicente tendo pedido transferência para Stª Cruz de Coimbra.
    _E a representação mais frequente a de frade franciscano...

    Se a pessoa que lhe forneceu as fotos da imagem o autorizar aqúi a postala terei muito gosto em identificar qual das indumentárias a imagem enverga...adoro sempre conhecer outras versões!!!!

    Cump.

    E.T.

    ResponderEliminar
  12. Caro luis

    As vestes da sua imagem não oferecem dúvidas trata-se das vestes de um frade da ordem franciscana, disso não tenha a mínima dúvida!!!!

    Cump.

    ResponderEliminar
  13. Caro Mano Del Tejo

    Obrigado pelo esclarecimento. No entanto, a veste é diferente daquele habito franciscano clássico mais sóbrio e não consigo perceber porque. Estas imagens tem uma espécie de capa que os outros não tem.

    já agora pedia-lhe o favor de me indicar o seu contacto de e-mail. Para não o colocar aqui em público pode enviar-me um e-mail. O meu endereço de correio electrónico está no meu perfil. Uma das seguidoras deste blog, que é uma grande coleccionadora de faiança e uma amante das belas artes, gostaria de partilhar consigo informações sobre o Santo António e eu não tenho o seu endereço electrónico.

    Abraços e mais uma vez obrigado

    ResponderEliminar
  14. Boa noite

    A representação do Santo com a capa é característica de um dos ramos da ordem franciscana, os frades capuchinhos...daí a representação com a capa...existe uma obra penso que do sec XVIII, (terei que procurar algures nos meus registos), com excelentes gravuras dos diversos hábitos da ordem.
    Vou então tentar remeter-lhe o meu endereço de mail...

    Cump.

    E.T.

    ResponderEliminar
  15. Boa noite

    Entretanto fui ver os meus registos sobre a tal obra sobre os hábitos da ordem franciscana, que neste caso está disponivel para consulta online neste link:

    http://web.sbu.edu/friedsam/scan/Whole_Books/post_200401/e10276_post/index.htm

    Aproveito até para recomendar uma exploração mais exaustiva pelas várias obras bibliográficas que o mesmo têm á disposição do público para consulta sobre a temática franciscana...

    Cump.

    E.T.

    ResponderEliminar
  16. Caro Et

    De facto tem toda a razão, o Santo traja um hábito dos Capuchinhos. Li na Wikipedia espanhola o seguinte "Los capuchinos ...Usan un hábito marrón con una cuerda (como los franciscanos observantes), pero la diferencia principal con los otros dos grupos es que lleven una capucha unida a la túnica (de acuerdo a la forma del hábito original que usaba San Francisco) y es más larga comparada con la de las otras ramas"

    ResponderEliminar
  17. Caro amigo

    Folgo em saber que também gostou da minha pequena peça em espuma do mar...
    Quanto tiver hipótese muito gostaria das suas impressões sobre esta peça que adquiri ontem:

    http://muraldaspetas.blogspot.com/2012/02/santo-antonio-em-terracota-sec-xix.html

    Cump.

    E.T.

    ResponderEliminar