quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Paliteiro



Este menino que tenta tirar um grilo ou uma barata do braço deu-me algum trabalho a identifica-lo. Estava todo feito em pedaços e foi o meu amigo Manel, que percebeu a ordem pela qual se deveriam juntar as várias peças depois colou-o. Confesso que passei horas na Internet a fazer pesquisas sobre esta pecinha encantadora em biscuit. Descobri exactamente o que era quando coscuvilhava a secção de arte da Livraria Bulhosa nas Amoreiras. Ao desfolhar um catálogo de um leilão da vista Alegre, descobri um menino muito semelhante ao meu, produzido por aquela fábrica na primeira metade do século XX. As costas que faltam ao meu boneco estão cheias de buraquinhos e descobri que afinal o menino é um paliteiro!


Comprei depois o livro Paliteiros: Vista Alegre, de Jorge Manuel Ferreira e na pág. 103 aparece uma reprodução deste modelo, acompanhada de um ficha de arquivo da Fábrica, com um desenho de J. Cazaux, de Agosto de 1922. Há uns tempos fui visitar o Museu da Vista Alegre em Ílhavo e lá estava uma peça semelhante à minha. Acabei por escrever um e-mail ao referido Museu e tiveram a gentileza de me enviar umas imagens das costas do boneco.

Contudo, apesar das semelhanças continuei a achar a minha peça mais perfeita. A pasta em que é feito o meu menino não tem o brilho algo estridente da peça que está no Museu da Vista Alegre.

Depois de um comentário feito aqui me ter chamado a atenção para um site sobre porcelana, http://www.avaluart.com/, é que consegui resolver o mistério desta diferença entre o meu boneco e o do Museu. No Avaluar estava outro menino paliteiro, muito semelhante ao meu, mas deitado e em biscuit, datado entre entre 1881-1921. Fez-se luz na minha cabeça, a Vista Alegre fabricou o mesmo modelo em biscuit e em porcelana.

3 comentários:

  1. E não é só a questão do brilho, mas também da perfeição do acabamento e das feições do menino. Em tudo aquilo que é visível (quanto à pasta em si não sei avaliá-la, pois não sou entendido no assunto) a perfeição da tua peça é superior à do museu, estivesse a tua completa.
    Mas a idade e a história das peças não perdoa!
    Por outro lado, a história duma peça e tudo aquilo por que passou acrescenta uma forma de beleza emocional que escapa ao interesse comercial da peça, sobretudo quando elas crescem connosco.
    Manel

    ResponderEliminar
  2. Para seu conhecimento, trata-se de uma peça referenciada no novo site: http://www.avaluart.com/, sendo que tem como descrição: PALITEIRO BÉBÉ COM MOSCA. Cumprimentos,

    ResponderEliminar
  3. Caro Anónimo

    Obrigado pela sua informação. De facto, já tinha encontrado paliteiros iguais semelhantes a este em vários catálogo de leiloeiros e no Museu da VA, muito embora, o meu seja em biscuit e os outros em porcelana. Em todo o caso é certo que a minha peça é Vista Alegre

    Gostei muito do link que me recomendou. O http://www.avaluart.com tem uma dela colecção de porcelana

    Volte sempre

    abraço

    ResponderEliminar